Um Príncipe português em terra de Sultões

Ricardo Silva, coordenador técnico e preparador físico da selecção de futebol de Omã, foi apenas mais um elemento da comitiva omanita a ser recebido em apoteose em Omã, depois de ontem se terem sagrado vencedores do 23º Campeonato dos Países do Golfo, que decorreu no kuwait, e terem vencido o troféu da competição.

Mas Ricardo Silva não é apenas mais um. Este Príncipe português nos sete anos que passou enquanto técnico que trabalhou com as várias selecções de futebol deste país de Sultões alcançou um feito inédito, tornando-se o primeiro técnico a conquistar este troféu por duas vezes e em escalões diferentes.

Tal como tínhamos noticiado no passado dia 4 de Janeiro, Ricardo Silva já tinha conquistado este troféu em 2011, no seu primeiro ano a trabalhar com a selecção  omanita sub23.

Recorde-se que Omã conquistou pela segunda vez este troféu com a selecção principal, tendo  conquistado  o primeiro em 2009.

Mas a história de Ricardo Silva no futebol de Omã é bem mais abrangente do que o futebol de 11. Em 2015, depois de terem conquistado o campeonato asiático de futebol de praia, apuraram-se para o Campeonato do Mundo de futebol de praia que se disputou em Espinho – Portugal. Nas praias nortenhas, a selecção omanita coadjuvada por Ricardo Silva conquistou a sua primeira vitória numa fase final do campeonato do mundo de futebol de praia. Mais recentemente, em Outubro de 2017, esteve também presente no Campeonato Árabe de futsal, tendo vencido a final contra a selecção do Egipto.

Aos resultados apresentados por todas as selecções de futebol de Omã, não deixa de estar associada uma mudança de paradigma e de comportamentos face aos desafios e objectivos, sendo também atribuída a responsabilidade a Ricardo Silva, CEO da empresa portuguesa Alta Performance empresa pioneira na formação de coaching desportivo com cursos creditados pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude.